As tendências são uma forma importante de avaliar o risco de contágio das mais diferentes actividades.

O Google Maps irá em breve incluir informação sobre a progressão do COVID-19 em estados, condados e algumas cidades. Acionar a camada COVID na aplicação irá permitir ver uma média de casos dos últimos 7 dias, confirmados por cada 100.000 pessoas.

Google

Áreas do mapa estarão codificadas por cor em termos de número de casos e se a tendência está a subir ou descer. Esta funcionalidade será lançada para Android e IOS esta semana.

“Esta camada é desenhada para ajudar as pessoas a tomarem decisões informadas sobre onde ir e o que fazer”, disse Sujoy Banerjee, a gestora de Projecto do Google Maps. Especialistas da saúde pública do CDC recomendam que as pessoas tomem nota da quantidade de contágios de COVID-19 na sua área de forma a saberem qual o risco de certas actividades.

Os contágios comunitários e as suas transmissões são importantes para os pais de crianças pequenas ou adolescentes terem em consideração quando decidem realizar algumas atividades ou enviar os seus filhos para a escola.

Esta camada do Mapa do Google Maps, vai buscar a sua informação ao painel de controlo da COVID-19 do hospital Johns Hopkins, The New York Times e Wikipedia.

Esta é uma das muitas funcionalidades relacionadas com a pandemia COVID-19 introduzidas no Google Maps nos passados meses. A aplicação também inclui alertas sobre a obrigatoriedade de uso de máscaras em locais públicos, informação sobre restaurantes take-away e avisos para ligar à saúde 24 (em Portugal) se tiver sintomas ou achar que tem COVID-19.

Para já esta novidade está somente anunciada para os EUA, mas esperamos em breve estar disponível em todo o Mundo.