Abrir uma empresa vai muito além de somente abrir as portas do seu negocio ou colocá-lo online.

Criar um logotipo não é uma tarefa fácil. Uma ideia na cabeça e um rascunho na mão, nem sempre são suficientes.

Para que o seu conceito seja realmente adequado, é necessário estudar o mercado em que se vai inserir de forma a saber como se diferenciar e de que forma a diferenciação deve começar no seu logotipo.

Copiar ideias de outros logotipos é algo a evitar pois além de retirar credibilidade, também lhe trazer problemas com a lei. Inspire-se em algo que goste, mas mantenha-se longe do plagio. O objetivo é ter uma identidade própria que represente a criatividade da sua empresa, e a sua.

Just as you can identify eras of fashion by glancing at a piece of vintage clothing, logos create and follow trends over time.

Idealmente, a sua imagem deverá permitir ao cliente identificar de imediato quais os serviços prestados pela sua empresa. Mas nem sempre isto é possível, fixe-se, portanto, em criar uma marca, uma imagem que o consumidor irá ser capaz de reconhecer e memorizar independentemente do suporte em que se encontre.

O seu logotipo é um dos elementos mais importantes da sua marca, irá estar em tudo o que lhe diz respeito desde os cartões de visita, à montra, página de internet, flyers, veículos, etc.

Mas porque devemos ter um logotipo, se o nosso nome é que nos diferencia da concorrência, não é suficiente usar o nosso nome?

Até cerca de metade do século passado, devido à pouca concorrência, a maioria das empresas não dava grande importância ao investimento no design, nomeadamente num logotipo. Com o desenvolvimento económico veio também um aumento do poder de aquisição por parte do consumidor o que levou a que as empresas sentissem a necessidade de se destacar do mar de competição não só com o seu nome mas também com algo mais – a sua imagem.

Existem quatro tipos daquilo que corriqueiramente chamamos de logótipo, cujas diferenças estão assentes na sua composição.

  • Isotipo – Parte simbólica da marca, que permite à marca ser reconhecida sem texto.
  • Logotipo – Parte em texto da marca, que permite identificar a mesma só pelo texto.
  • Imagotipo – Combinação entre texto e imagem, podem funcionar em separado.
  • Isologo – Quanto o texto e a imagem se encontram unidos num só e não funcionam um sem o outro.

Recorra a um profissional

Poderá ter “jeitinho” para o desenho, ou um amigo que “dá uns toques”, mas dificilmente eles terão a experiência ou o conhecimento de um profissional da área.

Um profissional, além de lhe proporcionar um trabalho completo e satisfatório também lhe fornecerá um guia de dicas e conselhos de como a aplicar em situações futuras. Ponha o amadorismo de lado e opte pelo trabalho profissional de quem passa a vida a cuidar da imagem de terceiros. Os seus clientes vão apreciar a sua dedicação e entrega.

E não se preocupe se um dos seus amigos e/ou familiares não gostar do logotipo da sua empresa, existirá sempre alguém que não irá gostar. Como se trata de uma imagem é subjetiva ao gosto pessoal de cada um, mas o que verdadeiramente importa é que com o passar o tempo, gostando ou não, a sua imagem seja associada e reconhecida à sua empresa.

There are some teams and logos you see, no matter where you are in the world, and you know exactly who they are and what they mean.

Mas lembre-se, de tempos a tempos é necessário olhar para a sua imagem e ponderar a necessidade de modernização, veja o exemplo de algumas das marcas mais conhecidas da nossa sociedade.